Baú da Dublagem Matérias

Baú da Dublagem: Bom-bom e Mau-mau.

A química perfeita de Bom Marques e Mau Pádua.


Bom-Bom & Mau-Mau foi lançado nos Estados Unidos em 1968, como mais uma produção bem sucedida da dupla de diretores Depatie-Freleng e dos estúdios Merisch.

O desenho, que primava pelo bom humor, tinha todos os elementos necessários para atrair a criançada, um ritmo muito ágil, histórias engraçadíssimas e o melhor de tudo: personagens marcantes. Um a personificação de tudo que é apropriado, o outro, o símbolo daquilo que é perverso.

As desavenças ocorriam porque Bom-Bom estava sempre às voltas com as artimanhas perversas de Mau-Mau. Bom-Bom era um rapaz bondoso, educado e visualmente também não deixava a desejar, tinha todas as características dos galãs de desenhos animados, queixo grande, olhos azuis, cabelos louros e encaracolados e tipo atlético. Já Mau-Mau era a sua antítese, clássico soberano dos vilões de desenhos animados, além de rude e ambicioso, ele exibia um estereótipo muito comum dos sujeitos malvados, sempre com um sorrisinho sinistro e um olhar maquiavélico, narigudo, além de uma estatura nada favorável e um bigodinho preto de cafajeste.

As diferenças entre ambos ajudavam as crianças a assimilar comportamentos, já que essas dessemelhanças eram exatamente o motivo para os dois personagens viverem em guerra, pois Mau-Mau guardava outro adjetivo nada agradável em si, ele era invejoso, e por isso mesmo sempre tentava frustrar e embaraçar a vida do pobre BomBom.


 

A Dublagem Brasileira.


Desenho bastante popular no Brasil pela Tv Tupi, principalmente entre os anos 1974 e 1975 quando era exibido no horário das 17h. Também foi exibido no Brasil na década de 1980 pela TVS e SBT, juntamente com os desenhos A Cobrinha Azul, Toro e Pancho, Poderoso Cachorrão eMeu Amigo Tubarão.

Leia Também:  Dublador Mauro Horta é convidado do Versão Dublada.

A dublagem de Bom-Bom & Mau-Mau começou a ser realizada na Cinecastro – RJ e SP. Carla Civelli foi a diretora de dublagem, Alberto Elias atuou como técnico de som e Spyros Saliveros como mixador.

Em 1973, a Cine Castro foi vendida para Paulo Amaral, e em 1974, virando Telecine. Lá os episódios finais tiveram sua dublagem gravada.

A dublagem do personagem Bom-Bom foi realizada por Carlos Marques, excepcional dublador de protagonistas em desenhos animados. Sua voz pode ser ouvida fazendo o Gaguinho, Hortelino, Garfield, Dartagnan, Super Mouse, Robin, Homem-Aranha, entre outros.

Já o vilão da série animada teve a interpretação de Pádua Moreira,  dublador do Zazu no filme O Rei Leão, Macaco dublado originalmente por John Cleese em George, o Rei da Floresta 2, Lotso em Toy Story 3, Tug em Irmão Urso e Mustafa em Ratatouille.

Apesar de não termos registros com uma boa qualidade sonora, vale a matéria pela preciosidade dessa dublagem que deixou muita saudade nos fãs, em parte pela excelente química entre Carlos Marques e Pádua Moreira que protagonizaram a série por aqui.

O elenco de dublagem:


Bom-Bom Carlos Marques

Mau-Mau Pádua Moreira

Narraddor Carlos Leão
Izaías Correia
Izaías Correia
Professor, roteirista e web-designer, responsável pelo site InfanTv. Também é pesquisador da dublagem brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *