Animes Notícias Streaming

Vozes de My Hero Academia: 2 Heróis não farão a dublagem do anime.

Com trabalho da Dubrasil, vozes do anime serão diferentes das aclamadas que foram escolhidas para o longa-metragem.


O anime My Hero Academia (Boku no Hero Academia) está para ser lançado com dublagem no Brasil. Disponível na Crunchyroll, até então os fãs do título só poderiam assistí-lo com legendas em português. A ansiedado de ver as aventuras de Midoriya com vozes brasileiras aumentou com o lançamento do longa My Hero Academia: 2 Heróis, que reuniu um fabuloso time de dubladores.

O longa-metragem teve um dos elencos de vozes mais bem escalados para esse tipo de produção dos últimos tempos, num trabalho minucioso realizado pela Unidub, que contou com a direção de Úrsula Bezerra. Chegamos a falar dele no mês passado numa matéria especial.

Lançado pela Sato Company nos cinemas em agosto de 2019, My Hero Academia: 2 Heróis teve um trabalho de dublagem muito bem aceito pelos fãs. Os profissionais acabaram criando um vínculo formidável entre eles e chegaram a montar um grupo de whatsapp para conversar sobre a produção. Na ocasião do lançamento, os dubladores do longa promoveram um encontro em São Paulo onde deram autógrafos, tiraram fotos e conversaram com os fãs.

Porém, a esperança de que as vozes fossem mantidas no anime chegou ao fim. No começo desse ano tivemos a informação que praticamente todo elenco de dublagem foi mudado. A Funimation, distribuidora do anime, não fez nenhuma questão que se mantivesse as vozes e o estúdio Dubrasil assumiu o trabalho trocando quase todo o elenco.


Quando os dubladores do longa começaram a descobrir que não tinham sido chamados para reeditarem seus papeis no anime, a dublagem já estava sendo realizada com apenas três dos profissionais escalados em My Hero Academia: 2 Heróis, Lipe Volpato (Midoriya), Fábio Lucindo (Bakugo) e Vii Zedek (Tsuyu Asui), essa última declinou do convite, indignada com o ocorrido.

Entre os grandes nomes que ficaram de fora está o de Guilherme Briggs, dublador atuante no Rio de Janeiro mas que chegou a declarar em janeiro numa entrevista concedida ao DB, que viria a São Paulo sem problema nenhum para fazer o All Might, inclusive pagando sua estadia e passagem, tamanho o vínculo criado com o personagem. Glauco Marques (Wolfram), Robson Kumode (Todoroki), Marcelo Campos (David Shield) e Flora Paulita (Jiro) são outros nomes elogiados dentro da dublagem que não estarão em My Hero Academia.

Informações que circulam dão conta que o elenco de vozes do anime já estava em processo de testes quando o longa-metragem chegou ao Brasil. As avaliações teriam sido realizadas em março de 2019. Apuramos a informação e descobrimos que na verdade tais testes foram executados em vários estúdios e serviam apenas para avaliar o som, algo que geralmente é feito com trechos de um determinado episódio dublado anteriormente. Nesse caso, foram usados fragmentos do primeiro episódio de dois animes: Attack on Titan e My Hero Academia. Os testes não geraram nenhum vínculo acerca de elenco ou obrigatoriedade que o mesmo fosse mantido.

Dessa forma, a Dubrasil, não levou em consideração a repercussão positiva alcançada pela dublagem do longa para manter o elenco e preferiu trocar as vozes do anime, o que é lamentável para os que curtem Boku no Hero Academia.

Izaías Correia
Izaías Correia
Professor, roteirista e web-designer, responsável pelo site InfanTv. Também é pesquisador da dublagem brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *