Notícias Vida Real

Morre Henrique Ogalla, um dos precursores da dublagem brasileira.

Voz de personagens como Robin (Batman), Bobby (Caverna do Dragão) e Brandon (Barrados no Baile) se cala aos 75 anos.


O dublador e diretor de dublagem Henrique Ogalla Guerrero morreu hoje (16) aos 75 anos de idade vítima de infarto. Ele já estava afastado da dublagem há pelo menos 10 anos.

Nascido no dia 12 de dezembro de 1944, em São Paulo (SP), Ogalla começou a carreira artística muito cedo, aos 10 anos de idade, apresentando o infantil Sessão Zas-Trás na TV Paulista. Já em 1962 fazia parte do elenco mirim do grande sucesso  Pim-Pam-Pum na Tupi, emissora onde também esteve em Ciranda Cirandinha.

Nos anos 60, fez parte do elenco da TV Excelsior participando de novelas como Antes Que o Amanhã Seja Tarde e Os Meninos Perdidos de São Paulo. Em 1966, na TV Bandeirantes, apresentou o programa Clube dos Heróis e no ano seguinte atuou na terceira versão para televisão do Sítio do Pica-Pau Amarelo  e na novela O Pequeno Lord, essa na Tupi.

Na dublagem ingressou em 1956, dublando o filme nacional O Preço da Ilusão. Em seguida a convite de Silas Roberg foi convidado a trabalhar na GravaSon (mais tarde AIC), e em 1969 no Rio de Janeiro começou a dublar na TV Cinesom, também exercendo ali a função de diretor de dublagem.


Na CineCastro, Henrique foi um dos respónsáveis pela reabertura da empresa em São Paulo, onde dirigiu dublagem até o início dos anos 70, quando voltou ao Rio para trabalhar na Herbert Richers dublando e dirigindo.

Na dublagem, Henrique era constantemente escolhido para fazer personagens jovens, graças a voz sempre jovial. Entre a vasta galeria de personagens trabalhou em seriados como Barrados no Baile, dublando Brandon Walsh; foi a  segunda voz do herói Robin na série Batman (1966); dublou Gavin Beale (Colégio Bromwell), Dipsy (Teletubbies) e Goniff (Os Guerrilheiros).

Mas onde sua voz pode mais ser encontrada é na dublagem de desenhos animados. Ele fez o Tocha Humana (Quarteto Fantástico – 1967), Bobby (Caverna do Dragão), Bingo (Nossa Turma), Marlon (Jackson Five), Gato (Shadowboy), Zilly (Máquinas Voadoras), Alan (Josie e As Gatinhas), Terry Dexter (O Feiticeiro Trapalhão), Mickley (Corrida Maluca) Gordinho (Bicudo, O Lobisomem), Andy Lebeau (Anjinho da Guarda), Kômori Yasubee (Don Drácula), Super Homem (Super Homem do Espaço), Gurgle (Procurando Nemo) e Príncipe Turan (Os Cavaleiros da Arábia), entre outros.

Participou da dublagem de inúmeros filmes com destaque para o personagem Tim (Porky’s e Porky’s 2 – O Dia Seguinte) e Victor Lin (O Grande Dragão Branco).

Também desenvolveu a função de técnico em avicultura, publicitário e diretor de comerciais para televisão.

Henrique deixa quatro filhos, Sidney Crivelari, Aline Matiazzo, Alexey Kurkdjian e Jessica Guerrero.

O corpo será cremado no sábado.

Izaías Correia
Izaías Correia
Professor, roteirista e web-designer, responsável pelo site InfanTv. Também é pesquisador da dublagem brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *