Acontece Notícias

“Sotaque na Dublagem” é o tema de hoje no ConaDubla.

A fonoaudióloga Ludmilla Lage explica como driblar o sotaque em favor de uma boa dublagem.


Uma das questões que pode comprometer a realização de uma boa dublagem é o sotaque, pois dependendo do personagem realizado ele pode descaracterizar completamente o papel.

Para driblar esse incoveniente há remédio, e ele será abordado na palestra de hoje do ConaDubla, ministrada pela fonoaudióloga Ludmilla Lage. A profissional da voz vai dar dicas para aqueles que pretendem ingressar no mercado de dublagem mas temem o sotaque que carregam.

Ludmilla é pós graduada em Neurociências e psicopedagogia. Apaixonada pela área da voz, ela ampliou seu portfólio com o curso de extensão “Atletas da Voz” para voz cantada e com a formação em extensão da Dra. Silvia Pinho, “Voz no Teatro”.

ConaDubla é o primeiro Congresso Nacional de Dublagem do Brasil, que acontece de forma totalmente online e gratuita. Seu objetivo é desmistificar a baixa qualidade da dublagem brasileira, visando aumentar o espaço dessa atividade no mercado.


Desde o dia 25 de agosto, já passaram pelo ConaDubla o sonoplasta Luciano Lira, os tradutores Paulo Noriega e Dilma Machado, os dubladores Jorge Lucas, Carol Crespo, Aline Ghezzi, Sarito Rodrigues, Telma da Costa e Christiano Torreão, a audioescritora Ana Julia Perrotti, além da fonoaudióloga Luisa Catoira.

Gostaria de prestigiar essa e outras palestras? Se inscreva no site do ConaDubla. A programação segue até o dia  8 de setembro.

Leia Também:  Marco Ribeiro faz desabafo contra “Intelectualóides”.
Redação
Redação
Equipe do DB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *